Justiça Restaurativa

Curso: Justiça Restaurativa - Princípios, Valores e Aplicabilidade

Justificativa

A Justiça Restaurativa vem se difundindo no Brasil desde 2005 e, de forma gradual tomando força na maneira de lidar com o conflito e violência de forma distinta à punitiva. O ato ofensivo visto pela Justiça Restaurativa é um ato causado por uma necessidade desatendida, procura saber o que todos os envolvidos pensam, como estão se sentindo e o que eles precisam para ficar bem.

Promove o diálogo entre as partes. Aqueles que foram responsáveis por um ato ofensivo terão a oportunidade de reconhecer qual foi sua contribuição para o ocorrido e qual o impacto causado no outro.

Prevê a responsabilização coletiva pela reparação do dano, atendimento de necessidades decorrentes do fato e identificação de como evitar que algo similar ocorra no futuro.

Entende o conflito interpessoal como oportunidade de todos aprenderem a lidar com as relações de forma diferente.

Busca a satisfação de todos os envolvidos dando voz a todos.

Os valores que regem a Justiça Restaurativa são: empoderamento, participação, autonomia, respeito, busca de sentido e de pertencimento na responsabilização pelos danos causados, e também na satisfação das necessidades emergidas a partir da situação de conflito.

Esses valores têm demonstrado a possibilidade de prevenir a violência e reconstruir o que foi quebrado pelo conflito, daí seu nome “restaurativa”.

O Curso de Facilitadores da equipe Justiça em Círculo vem capacitando facilitadores de Práticas Restaurativas desde 2006 em Projetos desenvolvidos junto à Secretarias Municipais, Estaduais de Educação, Secretaria Federal de Reforma do Judiciário e Secretaria Federal de Direitos Humanos. Além do público, de forma autônoma, no setor privado e ONGs, levando metodologias que propiciam mudanças relacionais.

Objetivo Geral

Capacitar facilitadores de Justiça Restaurativa habilitando-os a atuar em diversos contextos norteados pelo paradigma restaurativo, com intuito de contribuir para a ampliação e disseminação da Cultura de Paz promovendo a divulgação e a implantação da Justiça Restaurativa.

Objetivos Específicos

· Sensibilizar os participantes a uma nova visão sobre o conflito;

· Entender o conceito evolutivo da Justiça Restaurativa e sua aplicabilidade;

· Capacitar os participantes nas teorias e práticas que fundamentam a Justiça Restaurativa

· Desenvolver habilidades e conhecimentos necessários para aplicação da metodologia propriamente dita;

· Oferecer recursos para criar e manter parcerias com a Rede de Serviços Públicos e Privados de seu entorno;

· Oferecer recursos para trabalhar a prevenção da violência;

· Oferecer recursos para lidar com os conflitos e atos de menor potencial ofensivo.

Metodologia

Aula expositiva, dinâmicas e simulações

Conteúdo Programático

Curso Facilitadores será iniciado com Construção de um contexto relacional atividade integrativa – expectativas – apresentação do curso; mudança paradigmática no contexto pós-moderno; Panorama restaurativo –– histórico, princípios e valores; Metodologia Belinda – “Transforming Conflict”; CNV – Comunicação Não Violenta; Metodologia Kay Kay Pranis; o papel do facilitador; FGC – Family Group Conference: vídeo IIRP Queimando Pontes (ilustra círculos familiares) e Articulações de Redes.

Público Alvo

Profissionais e estudantes de Educação, Serviço Social, Saúde, Direito, Psicologia, Rede de atendimento da Infância e Juventude, mediadores, Gestores, e pessoas que tem interesse na implementação da Cultura de Paz.

Modalidade: Online com professores ao vivo

Datas

2º Semestre: Setembro: 2, 9, 16, 23, 30 e Outubro: 7, 14 e 21.

Equipe Docente

Cecilia P. de A. Assumpção, Cristina Telles Assumpção, Dora Petresky, Joyce Markovits, Mara de Mello Faria, Marta dos Reis Marioni, Violeta Daou

Modalidade

Online com professores ao vivo

PARA MAIS INFORMAÇÕES
PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO