Justiça Restaurativa

Curso: Justiça Restaurativa - Princípios, Valores e Aplicabilidade

Justificativa

A Justiça Restaurativa vem se difundindo no Brasil desde 2005 e, de forma gradual tomando força na maneira de lidar com o conflito e violência de forma distinta à punitiva. O ato ofensivo visto pela Justiça Restaurativa é um ato causado por uma necessidade desatendida, procura saber o que todos os envolvidos pensam, como estão se sentindo e o que eles precisam para ficar bem.

Promove o diálogo entre as partes. Aqueles que foram responsáveis por um ato ofensivo terão a oportunidade de reconhecer qual foi sua contribuição para o ocorrido e qual o impacto causado no outro.

Prevê a responsabilização coletiva pela reparação do dano, atendimento de necessidades decorrentes do fato e identificação de como evitar que algo similar ocorra no futuro.

Entende o conflito interpessoal como oportunidade de todos aprenderem a lidar com as relações de forma diferente.

Busca a satisfação de todos os envolvidos dando voz a todos.

Os valores que regem a Justiça Restaurativa são: empoderamento, participação, autonomia, respeito, busca de sentido e de pertencimento na responsabilização pelos danos causados, e também na satisfação das necessidades emergidas a partir da situação de conflito.

Esses valores têm demonstrado a possibilidade de prevenir a violência e reconstruir o que foi quebrado pelo conflito, daí seu nome “restaurativa”.

O Curso de Facilitadores da equipe Justiça em Círculo vem capacitando facilitadores de Práticas Restaurativas desde 2006 em Projetos desenvolvidos junto à Secretarias Municipais, Estaduais de Educação, Secretaria Federal de Reforma do Judiciário e Secretaria Federal de Direitos Humanos. Além do público, de forma autônoma, no setor privado e ONGs, levando metodologias que propiciam mudanças relacionais.

Objetivo Geral

Capacitar facilitadores de Justiça Restaurativa habilitando-os a atuar em diversos contextos norteados pelo paradigma restaurativo, com intuito de contribuir para a ampliação e disseminação da Cultura de Paz promovendo a divulgação e a implantação da Justiça Restaurativa.

Objetivos Específicos

· Sensibilizar os participantes a uma nova visão sobre o conflito;

· Entender o conceito evolutivo da Justiça Restaurativa e sua aplicabilidade;

· Capacitar os participantes nas teorias e práticas que fundamentam a Justiça Restaurativa

· Desenvolver habilidades e conhecimentos necessários para aplicação da metodologia propriamente dita;

· Oferecer recursos para criar e manter parcerias com a Rede de Serviços Públicos e Privados de seu entorno;

· Oferecer recursos para trabalhar a prevenção da violência;

· Oferecer recursos para lidar com os conflitos e atos de menor potencial ofensivo.

Metodologia:
Aula expositiva, dinâmicas e simulações

Conteúdo Programático

Curso Facilitadores será iniciado com Construção de um contexto relacional atividade integrativa – expectativas – apresentação do curso; mudança paradigmática no contexto pós-moderno; Panorama restaurativo –– histórico, princípios e valores; Metodologia Belinda – “Transforming Conflict”; CNV – Comunicação Não Violenta; Metodologia Kay Kay Pranis; o papel do facilitador; FGC – Family Group Conference: vídeo IIRP Queimando Pontes (ilustra círculos familiares) e Articulações de Redes.

Público Alvo

Profissionais e estudantes de Educação, Serviço Social, Saúde, Direito, Psicologia, Rede de atendimento da Infância e Juventude, mediadores, Gestores, e pessoas que tem interesse na implementação da Cultura de Paz.

Modalidade: Online com professores ao vivo

DATAS:
Março: 20 e 27
Abril: 10, 17 e 24
Maio: 8, 15 e 22

HORÁRIO:
Sábados: das 8:30 às 12:30 hs

Equipe Docente:
Cecilia Assumpção, Cristina Assumpção, Dora Petresky, Heloise H Pedroso, Joyce R. Markovits, Mara Mello, Marta Marioni, Sueli Renberg, Violeta Daou

Modalidade:
Online com professores ao vivo

PARA MAIS INFORMAÇÕES
PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO